Porque as flores secam














Foto: © Cesarr Terrio




Há um espaço muito pequeno entre amar e machucar uma pessoa. Há uma dificuldade violenta sobre como manter um coração. O meu já passou por tantos pronto-socorros que não considero mais cabível qualquer outra intervenção. Se existe uma situação injusta no mundo, é a quantidade de amores feridos.  Há um espaço pequeno, muito pequeno mesmo, entre atender e despedaçar uma alma. As pessoas estão ariscas e nós não temos tempo nem de retirar os pontos. Acontece assim, a gente não sara. Tanta poesia morta por aí, relacionamentos televisionados e tantos problemas pessoais precipitando-se feito chuva. Deixa molhar. Porque, daqui a pouco, a gente se enxuga, põe roupa limpa e esconde tudo de novo. Estaremos, então, preparados para uma boite, caçar qualquer coisa válida e acreditar que sexo vai salvar nossas vidas. A gente não cansa desse estado discarado de ruína. Amanhã, café com ressaca, sanduíche de mortadela e desilusão com qualquer coisa. Há um espaço muito pequeno entre a crença e a loucura. Você sabe que o mundo não é um lugar feliz, o sol não brilha todos os dias e é melhor almoçar com a melancolia do que ficar em casa com o desgosto. Mas eu te desejo, do fundo do meu peito, um amor que te faça companhia. Que passe tardes versilhando músicas e que te compre um algodão doce de rua. Que te diga quanto é bonito como você respira. Pois, afinal, no peito a gente guarda o que resta, certo? Nós vamos ser felizes sim, não importa o que digam. E pode ser que hajam três ou quatro cirurgias de ponto-safena, pode ser não, vai haver; nessa altura, quem está pensando nisso? As pessoas andam vendendo suas paixões em potes de margarina. A gente há de encontrar uma saída. Dá para entender os loucos, os desesperados e até os suicidas. Ninguém disse que viver é fácil, mas falando em amor, deve valer à pena.
 
 
 
"Todo amor que houver nessa vida
E algum veneno antimonotonia.

(Cazuza)




#Para MorDax. Que nunca cansou do amor e, mesmo sem motivo, se desculpa.

13 comentários:

Jυℓyαnα ツ disse...

Aalém do texto, que por si só já nos faz rever o quan difícil é sarar nossos corações, você ainda cita Cazuza *---*
Deveras é o post mais perfeito que li hoje!




;*

Macabea disse...

olá
adorei teu blog, sou novata no mundo dos blogs.
virei seguidora
está convidado a visitar meu blog

:*

Italo Stauffenberg disse...

ótimo texto, como sempre!

bom, mas eu não enttendo os suicidas, fato!

forte abraço!

e bom DILMA!

'-'

Malveira disse...

como sempre, cristiano, você me deixa embasbacado com a sua simplicidade e sensibilidade. foi muito bom passar por hoje. melhor do que o habitual - e o habitual já é muuuuito bom. obrigado pelo texto.

Pontos de Ligação disse...

Ah, o amor faz tudo valer a pena.
E entre todos esses pequenos espaços a gente sempre encontra a verdade, a saída...
Vamos ficar bem sim, apesar de tudo!
Já tá ficando chato eu te dizendo que amo o que escreve?

Beijos. Letícia

Pontos de Ligação disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rodolpho Padovani disse...

Amor e seu entendimento, parecem duas estradas diferentes, mas mais importante do que procurar entendê-lo é melhor vivê-lo, mesmo que nem sempre dê certo e que o coração vá parar numa UTI, hehe.

Abraços!

Solange disse...

Cristiano...

e nesse pequeno espaço, entre amar e machucar é que flutuam as paixões....

e a vida não é fácil mesmo, mas ainda assim é linda e a gente quer ela inteira, até a tampa, não é não ?!?!

você é incrivel...


parabéns !

beijo grande

Jéssica Trabuco disse...

Eu amei mto esse texto, era tudo que eu precisava ler agora...
Ninguém disse que viver é fácil, mas deve valer à pena...

*_*

Leonardo Filizolla disse...

Há de valer...
Bacana esse texto, propício pra mim.

;D

Lucid Nightmare disse...

Olá
Passei apenas para dizer que você escreve muito bem, em simples palavras expressa o mais puro sentimento.

Gostei muito dos textos...

Amanda Graciela disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Amanda Graciela disse...

... Início e fim!
Espaço, fronteira, demarcação, limite.
Definição de contornos, centímetros, sentidos e sentimentos.
Assim somos simples, compostos e contraditórios!

Bom vê-lo completo em suas emendas e firme em seus laços...
Te amo, puro amor!